Imprimir

Magro reúne time de peso e faz sua estreia solo com a dançante Jeans

Escrito por Marcelo em . Postado em Músicas

Magro reúne time de peso e faz sua estreia solo com a dançante Jeans

Jé Santiago, Leozi e VK MAC se juntaram ao integrante do grupo Solveris em som produzido pelo selo Setor Proibido

São anos de fama e versatilidade. Dele, podem surgir itens como roupas e acessórios. O tecido ganhou beat, música e até videoclipe. É assim que Magro, integrante do grupo Solveris, estreia o primeiro som solo: tirando o Jeans das passarelas diretamente para um trap, que conta com participação de Jé Santiago, VK Mac e Leozi e produção do selo Setor Proibido. A faixa, lançada no último dia 08, conta com videoclipe e já está disponível nas principais plataformas digitais.

O beat, produzido por Kabeh beats, se mostra tão versátil quanto o tecido, e une-se a um refrão pra lá de chiclete, enquanto Magro canta que sua parceira curtiu seu jeans e já não sai mais de cima dele. De nome inusitado, o som surgiu quando o músico assistia a um documentário sobre o jeans. Amante de moda, ele explica que quer cada vez mais levar o mundo fashion para as suas músicas e o seu estilo pessoal.

A moda também esteve presente na profissão antes da música. Vendedor de uma loja de surf, foi lá que ele ganhou o apelido de Magrinho, que o acompanharia na carreira. Por um tempo ele se dividiu entre o emprego e a função de videomaker e fotógrafo do coletivo vilavelhense Vala Crew, que fomenta a cultura capixaba com eventos como o Faia Itinerante, onde Magro se apresentou pela primeira vez como MC e passou a fazer a transição dos fundos, para o centro dos palcos.

Parcerias

Magro, porém, não quis fazer a estreia solo sozinho. Convocou para a missão Leozi, com quem integra o grupo Solveris e já havia participado de um som anterior, que também foi produzido pelo selo Setor Proibido. VK MAC, integrante do grupo MAC Crew e um dos expoentes da cena do trap capixaba foram as primeiras apostas.

De última hora Jeans ganhou também a presença do paulista Jé Santiago, que estava presente no estúdio enquanto Magro gravava a sua parte da faixa. O integrante do Solveris então pediu para o produtor mostrar o som para o músico. Ele curtiu tanto a vibe que acabou escrevendo seus versos e fechando a música.

Jé é integrante da Recayd Mob, grupo que vem se tornando referência no trap brasileiro e tem se destacando na cena nacional pela sua versatilidade ao rimar e músicas que misturam elementos do R&B, do pop e do trap, caso de Netflix e Garotas amam Ludmilla. Além disso, ele conquistou o feito de ser o primeiro músico fora do nicho do funk a fechar com a produtora paulista KondZilla.

Setor Proibido

Responsável pela produção do som, o selo Setor Proibido nasceu este ano e busca produzir trabalhos com artistas locais para fomentar a cultura Hip Hop do estado. Investindo em produções audiovisuais de qualidade e na a criação de eventos culturais e sociais, eles geram uma movimentação e um fortalecimento contínuos do cenário capixaba.

É com essa missão que o selo lança seu quinto trabalho, tendo na lista ainda o cypher Primavera Fascista, que alcançou mais de dois milhões de views no YouTube ao juntar 7 MC’s para responder a falas preconceituosas do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL).

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar