Imprimir

Mahal Reis Lança "ANIS (Aristocracia Natural Idiossincrática Sublime)"

Escrito por Marcelo em . Postado em Informativo

Mahal Reis Lança Pra quem não conhece, Mahal Reis é um dos rappers mais importantes do cenário brasileiro. Dono de uma lírica inconfundível e um estilo único que o consagrou, o filho de Luiz Melodia se firmou no cenário do hip hop ao lançar a track “Mc’s Emergentes” em 2002, presente na coletânea “Hip Hop Rio” encabeçada e produzida por Marcelo D2.

Imprimir

Guri - Pedra de Davi lança vídeo clipe de “Ergue a Cabeça”

Escrito por Marcelo em . Postado em Informativo

Guri  - Pedra de Davi lança vídeo clipe de “Ergue a Cabeça”Na última segunda-feira, 23/01, o rapper de Sumaré-SP, Guri – A Pedra de Davi, membro da Fraternidade Records (SBO-SP) ao qual vem desempenhando um grande trabalho em diversos shows por toda SP, Disponibilizou via YouTube o vídeo clipe denominado “Ergue a Cabeça”. É sua Segunda música que vira um videoclipe, a qual também faz parte do EP “Agora é Só Você”.

Imprimir

Conteúdo Paralelo - Combustível (Official video)

Escrito por Marcelo em . Postado em Informativo

Conteúdo Paralelo - Combustível (Official video)Todos os desenhos utilizados para a realização deste trabalho foram exclusivamente criados por fãs, amigos, amigas, parentes e outas pessoas que participaram das atividades que o grupo realizou em 2016. Entre estas atividades, estão vivências e apresentações com menores internos e internas das unidades sócio-educativas da Unis / Unip / Ufir (Cariacica/ES) e com o público e participantes das batalhas de MCs dos projetos "Fênix" (Guarapari/ES) e "Kaxuéllo" (Cachoeiro de Itapemirim/ES).

Imprimir

Rap no Interior Baiano? É sim, de verdade!

Escrito por Marcelo em . Postado em Informativo

Rap no Interior Baiano? É sim, de verdade!Com crônicas afiadas na composição, uma voz marcante e uma levada fora do padrão, o baiano Jotão Mc, 20 anos, chega com sons pesadíssimos na cena. Suas músicas descrevem como é viver no interior de seu estado sendo um jovem sente na pele o descaso do estado, além de trazer na letra novos modos de enxergar a realidade em geral. O nordeste não para de gerar talentos, e agora prova que o amor pelo rap não se limita as capitais. Para quem sente falta de um som daqueles cantados com a alma que põe o sujeito pra refletir, o som desse cara é um prato cheio. Abordando desde a malandragem das ruas até uma ampla visão espiritual.