Imprimir

Filme que tem Marquim do Tropa de Elite como protagonista vence o Candango de Melhor filme no Festival de Brasília

Escrito por Marcelo em . Postado em Informativo

Markim do TropaO filme brasiliense Branco sai. Preto fica, do cineasta brasiliense Adirley Queirós, ganhou a Mostra competitiva da 47ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. O prêmio foi anunciado nesta terça-feira (23/9), durante a cerimônia de encerramento, no Cine Brasília. Antes de saberem o grande vencedor da noite, os diretores e equipe dos longas decidiram que, independente do resultado, o prêmio de melhor filme, no valor de R$ 250 mil, seria dividido igualmente entre as seis produções.

Branco sai. Preto fica marca a vitória de um filme brasiliense depois de 20 anos - a última vitória de um longa da cidade tinha sido em 1994, com Louco por cinema, de André Luis Oliveira. 

O protagonista de Branco sai. Preto fica, Marquim do Tropa, que venceu o prêmio de Melhor ator, comentou sobre o longa. "É um filme que revolucionou na questão social da periferia. Não falo só de Ceilândia, onde o filme foi montado."

O longa também foi agraciado com o Prêmio Saruê, oferecido pelo Correio Braziliense. "Ele representa bem essa fusão entre realidade e ficção e traz contundência social", explica Ricardo Daehn, crítico de cinema do Correio.

Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar