Imprimir

Representando a luta feminina, Meire D’Origem lança videoclipe da música ‘’Na Luta’’ com participações de Cris SNJ e Preta Ary.

Escrito por Marcelo em . Postado em Informativo

Representando a luta feminina, Meire D’Origem lança videoclipe da música ‘’Na Luta’’ com participações de Cris SNJ e Preta Ary.

A música ‘’Na luta’’, nasceu no início do ano de 2018, com a ideia de protagonizar a vivência de inúmeras  mulheres adeptas a Cultura Hip Hop, muitas vezes silenciadas e apagadas dentro de seu contexto histórico. As mulheres sempre estiveram no corre, no front, na luta e essa música tem como principal objetivo, representar todas  essas guerreiras e suas conquistas .

‘’Quando escrevi o som não tive dúvidas de quem convidaria para ele, a princípio chamei a Cris SNJ, por sempre ter sido referência para mim. A Cris SNJ é especial, as rimas dela me faziam acreditar, “Da mina da escola a mina que sobe no palco e rima, se tem um objetivo lute que Deus ilumina”. Eu simplesmente cantava esse som como um louvor, entoava mesmo, virou uma espécie de oração e anos depois a conheci, fizemos alguns shows juntas e ela topou imediatamente. A algum tempo já conversávamos sobre ter um som juntas, em seguida chamei a Preta Ary, por ela ser uma mulher que está ai “Na luta” ao meu lado no grupo D’origem a 11 anos, e ela mais do que ninguém me conhece e sabe a necessidade que temos de gritar para outras mulheres como nós são apagadas, que sim é possível.’’ Diz Meire.

A música vem com uma pegada trap pesada e mostra a realidade de três mulheres MC’s, mães, pretas e periféricas, que se uniram para fazer um som que protagoniza suas realidades. Com produção instrumental  de Caio Nefussi, o videoclipe foi gravado no dia 17 de Março  e conta com produção audiovisual  da equipe Gira mundo.

 

Sobre Meire D’Origem

Simeire Domingues de Queiroz Epifanio, nascida e Criada em São José dos Campos, Vale do Paraíba, Interior SP, mãe da Júlia Ágata de 13 anos, filha da Paulistana Floriza e do Baiano Eliseu, conhecida atualmente como Meire D’origem. Integrante do movimento cultural Hip Hop desde os 15 anos, já participou de grupos como Zona Sul MC’s. Hoje aos 32 anos, é oficineira e arte educadora, e promove oficinas de poesia e conhecimento em escolas, fundações casa, penitenciarias feminina, além do ‘’Mulheres Multiplicando a Cultura Hip Hop’’ em São Paulo Capital pelo projeto VAI (2016). Em 2013 participou juntamente com outras grandes mulheres contribuindo com um texto para o livro Perifeminas vol.I, o primeiro registro oficial das mulheres no hip hop no Brasil.

Ainda em 2013, foi contemplada com seu primeiro video Clipe "De Origem Africana", fruto da premiação em 1º lugar na segunda edição do ‘’Festival Mulheres Mcs’’ na Capital SP, ao lado de seu grupo D'origem. Em 2014 o D’origem lança seu primeiro EP intitulado: "SE RENDA", que contou com participações de Amanda NegraSim, DJ Simone Lasdenas, Lua Rodrigues, e foram contempladas com o lançamento de seu segundo video clipe "DOM, fruto do projeto Cine Bandas de São José dos Campos. Em, 2016 O grupo lançou o Single, ‘’Interior tem voz’’ com participação de Sara Donato.

Ainda em 2016 Meire D’origem em participação solo lança em parceria com Ericon, EriQ e LK, a Cypher #07 Ciclo – no projeto Vale em 3D. No mesmo ano, ao lado de Brisa Flow e Livia Cruz, participou da Cypher “Mente engatilha” pelo canal Rap Box. Em Março 2017, Meire Lança a Cypher “Efeito Borboleta” também pelo canal Rap Box, desta vez ao lado do Rap Pluz Size, Taz Mureb, Cintia Savoli e Livia Cruz, com o beat da renomada Bad Sistah.

Em Agosto fez parte da Cypher “Bruxaria” pela Simio Prod, 2ª Cypher de rap feminina no Vale ao lado das MC’s: Alra Alves, Thamara “Wicca”, Ninah Reis, Lais Rocha e Killa Bi, muitas influenciadas por Meire, integram hoje a cena hip hop feminina do vale. No Início do mês de Outubro esteve em turnê solo ao lado de Lívia Cruz pelo Sul Do País, precisamente no Rio Grande do Sul, passando pelas Cidades de Passo Fundo, Porto Alegre e Santa Maria, que lhe rendeu além dos muitos frutos dos shows, parcerias com lojas e grandes vivências.

Em dezembro Meire Lançou a single solo “A Profecia”, com beat e produção musical de símio prod e videoclipe com produção de Jean Furquim (Gira Mundo), um dos mais renomados do ramo no país. Ainda no ano de 2017 Meire esteve presente ministrando palestras e fazendo RAP nas penitenciarias FEMININAS de São José dos Campos e Taubaté. Além disso, Integra a ‘’Frente Nacional de Mulheres no Hip Hop’’, com representação em diversos estados do Brasil. Meire também é umas das participantes e idealizadoras do Coletivo Joseense “Triluna”. Que promove a Batalha feminina de Rimas “Na caneta ou no Batom”, oportunidade para fomentarem os 5 elementos da cultura Hip Hop, além de promoverem encontros, rodas de conversas para a formação e empoderamento das mulheres na região.

Em março de 2018, Meire gravou seu novo single “Na Luta”, que será lançado junto ao videoclipe e conta com  as participações de Preta Ary, sua parceira de grupo e Cris SNJ, grande referência da música RAP no Brasil e tem previsão de lançamento para o mês de Agosto.

Maio/2018 gravação da música “Na Canela Fina’’, ao lado de Preta Ary  e participação de Ninah Reis. A Convite de Yzalu, Meire se apresentou no SESC São José dos Campos ao lado da cantora. Além de outras diversas apresentações em cidades do Interior, vale do Paraiba e Capital. Ainda para 2018 estão previstos singles, cyphers e participações em músicas, além de muito trabalho com D’origem.  Meire anunciou o lançamento da EP solo intitulado “A Profecia”, com diversas participações de peso do RAP BR, mas sem previsão de lançamento. Em setembro, Meire se apresentará no 6º Fórum de Mulheres do Hip Hop no Ceará e em outubro embarca em nova turnê .

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar