Imprimir

Rap Nova Era apresenta "Renovação", terceiro disco do grupo

Escrito por Marcelo em . Postado em Informativo Rap

Rap Nova Era apresenta

Rap Nova Era, formado por Ravi, Moreno e DJ Kbça, acaba de divulgar seu terceiro registro de estúdio, “Renovação”. Como o próprio título sugere, esse é um marco para  a identidade do grupo baiano. Se antes o objetivo era ressaltar a vivência contínua da violência, principalmente policial, agora a proposta é outra, menos agressiva e muito mais preocupada com a musicalidade.

Sucessor de “Nem Tente Contar com a Sorte” (2009) e “Brutality” (2015)”, disco conta com 13 faixas e reúne grandes nomes do rap nacional. Entre eles, DJ Cia, DBS Gordão Chefe, Yzalú, Lord (ADL), Godines e Vandal, além de produtores como Gedson Dias, beatmaker que já trabalhou com Racionais Mc’s.

"Esse trabalho é sobre enxergar as coisas de outra forma. É sobre querer superação e uma vida melhor para os nossos. Esse é o estilo do rap que fazemos, rap gangsta, de protesto, pesado. Nossa ideologia é o resgate de almas. Queremos ver as pessoas acreditando que podem. Essa é a missão... Devolver a autoestima do povo preto e periférico”, explicam.

Sendo produzido desde 2018, projeto já soma quatro videoclipes. O primeiro, “Terror e Verdade”, ultrapassou mais de 160k visualizações no Youtube e faz uma conexão entre as ruas de Salvador e os becos do Capão Redondo, em São Paulo. Logo depois, “Vai Cair” e “Treta”. Essa última critica o hype da ostentação. Já “Poesia Marginal”, que vem em seguida e com atuação do MCs Shook e Felzem, retrata a realidade de quem exerce suas funções, de maneira autônoma, nos ônibus e metrôs soteropolitanos.

Fechando esse ciclo que esquentou para o álbum completo, Rap Nova Era entrega o lançamento oficial de "Renovação".  Bráulio Passos gravou, mixou e masterizou. Os estúdios dessa jornada foram WR, Luizinho Assis e Fernando Sor (Bogotá, Colômbia). 

As artes da capa são de Raphael Brito.

Entre shows por todo o país, desde Sescs, grandes festivais, faculdades e casas de detenção, Ravi, Moreno e DJ Kbça seguem identificando as diferenças sociais a partir do olhar de quem vive e conhece o subúrbio.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar