Imprimir

Festival SATÉLITE 061 tem palco dedicado ao RAP e à cultura Hip-Hop

Escrito por Marcelo em . Postado em Eventos

Festival SATÉLITE 061 tem palco dedicado ao RAP e à cultura Hip-HopTerritório livre e democrático para curtir em alto nível o que rola de melhor nas principais pick-ups de hip-hop Brasil afora. O RADIOFUSÃO é um dos palcos do Festival SATÉLITE 061 que, desde a primeira edição, há cinco anos, reúne DJs e MCs, do DF e de outras regiões do país, numa grande confraternização e torno das melhores levadas e batidas da black music.

Nos dias 24 e 25 de setembro, próximo ao mezanino da Torre de TV, área central de Brasília, 22 DJs de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Curitiba e Brasília irão colocar suas pick-ups pra girar o mais fino da música black nacional e internacional. Um convite para fãs e apreciadores da cultura hip-hop se antenarem às novas vertentes e ao som que agita as melhores baladas em todo o Brasil. Serão mais de 19 horas de música, num convite a passear pelo Reggae, Rocksteady, Dancehall, FunkSoul, Dubstep, Afrobeat, Ragga, R&B, Breakbeat, Samba Rock, Charme, Bahia Bass, Afro House, Bass Music e tantos outros.

Para 2016, a curadora e idealizadora do Palco RADIOFUSÃO, Débora Carvalho, convidou nomes representativos e que são a síntese dos grandes agitos e das novas vertentes da Cena Black atual. “Optamos por trazer Coletivos de DJs e também em carreira solo, que assinam projetos singulares e autorais, que vem atraindo a atenção de um número cada vez maior de pessoas interessadas em curtir todo o swing da música nega”, conta Débora, que além de DJ é produtora cultural e pesquisadora de novos ritmos.

Dentre os artistas convidados estão, de São Paulo, os DJs MF e André Rockmaster, representando a mega festa Rockmaster Party, que atrai um grande número de dançarinos; de Curitiba, desembarcam na Capital Federal os DJs Anaum e Jeff Bass, residentes da ‘bem louca e diversificada’ Cambalacho; da quente Salvador, os DJs Mauro Telefunksoul e Leandro Vitrola vêm para mostrar o novíssimo Bahia Bass; a mulher negra estará bem representada no Charme Carioca através da pick-up da DJ Tamy; e do DF, o residente da Makossa, maior festa black de Brasília, DJ Jamaika, e ainda DJ Donna e Janna da festa Boom Bap, que agrega dançarinos de diversos estilos, além do Coletivo Confronto Sound System, pioneiro em baladas de rua.

Mesmo sendo um Festival Multiáreas, com a confluência de várias artes em um mesmo momento, como cênicas, música e cultura hip-hop, o SATÉLITE 061 se transforma em um movimento único, fruto da sinergia entre seus três curadores. Para esta edição, os curadores dos palcos Satélite 061, Marta Carvalho, do Radiofusão, Débora Carvalho, e do Radar, Edson Beserra, trabalharam sob o tema central “Diversidade e Empoderamento”.

Em meio a este tema, Débora comenta que o RADIOFUSÃO sempre foi palco para estas expressões, “num ambiente onde o masculino ainda é predominante, a gente traz um line-up representativo de mulheres o que as faz se sentirem empoderadas e não se intimidam”. Quando perguntada se há diferença entre as performances masculina e feminina dentro o hip-hop, Débora garante que “já estamos iguais em técnicas e mixagens”, e arrisca dizer, “talvez até melhores quanto à seleção de estilos e músicas”. Já comunidade LGBTT vai espaço garantido nesta edição do Palco, como comenta Débora, “A festa BOOM BAP agrega dançarinos de diferentes estilos e vários dançarinos de vogue, afro house e dancehall sempre se fazem presente”.

Desde a primeira edição do Festival SATÉLITE 061, hoje na quinta, o Palco RADIOFUSÃO se firmou como um espaço de confraternização e ponto de encontro e de troca de experiência entre agitadores da Cena Black nacional. Um território de resistência e de expressão que já recebeu nomes como a cantora Janine Mathias, de Curitiba, os paulistanos DJ Marco, residente das festas Sintonia e Discopédia, Lei Di Daí, Seu Osvaldo, o primeiro DJ do Brasil, Tassia Reis e KL Jay. E já foi palco para inúmeros projetos dentre eles o SSP, Sistema de Som Pesadão, de São Paulo, além de vários DJs do DF, dentre eles os melhores.

O Festival SATÉLITE 061 é uma realização da Ossos do Ofício – Confraria das Artes, foi idealizado e tem coordenação geral de Marta Carvalho e a produção executiva é de Mateus Vieira. O projeto foi contemplado pelo Prêmio Funarte de Programação Continuada para a Música Popular 2015, do Ministério da Cultura, e conta com o patrocínio da VIVO, via Lei de Incentivo à Cultura – LIC, da Secretaria de Cultura do Governo de Brasília. Além do Palco Radiofusão, o Festival apresenta ainda o Palco Radar, que nesta edição prioriza a dança, com a apresentação de quatro coreografias autorais, e o Satélite 061, que conta com 17 shows e tem Gal Costa e Elza Soares como as estrelas principais.

Programação:
Palco Radiofusão, Curadoria: Débora Carvalho
Torre de TV
Entrada franca
 
Sábado, 24 de setembro, das 16h às 3h.
BOOM BAP (DF)
DJ Xaxim
DJ Eric Beats
DJ Emanu
DJ Janna
DJ TAP
PROJETO DUAFE
DJ Donna, Larissa Umaytá e Jocelene Gomes (DF)
Gabriela Ziriguidum (RJ) Performan
ROCKMASTER PARTY (SP)
DJ MF
DJ André Rockmaster
DJ Nyack
Drik Barbosa (SP)
DJ Mauro Telefunksoul (SSA)
CONFRONTO SOUND SYSTEM (DF)
 
Domingo, dia 25 de setembro, das 16h à 0h
            DJ Leo Zuu (DF)
            DJ Ocimar (DF)
            MAKOSSA (DF)
DJ Jamaika
            DJ Leandro Vitrola (SSA)
            DJ Tamy (RJ)
            DJ Typá (SP)
            CAMBALACHO (CWB)
DJ Jeff Bass
            DJ Anaum

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar