Imprimir

Xan, do Grajaú, vence o primeiro round da tradicional Batalha do Real, em noite épica com mil pessoas no Imperator, no Méier

Escrito por Marcelo em . Postado em Eventos

Xan, do Grajaú, vence o primeiro round da tradicional Batalha do Real, em noite épica com mil pessoas no Imperator, no Méier MC Xan, 20 anos, do Grajaú, foi o grande vencedor do primeiro round da tradicional Batalha do Real, o duelo de DJs que é referência para o rap carioca e lotou o Imperator na última quarta-feira, dia 31 de agosto. Xan chegou à final com o rapper Pelé, de São Gonçalo, e foi escolhido pelo público para levar o prêmio de R$ 1 mil e garantir uma vaga na grande final, dia 20 de novembro, nos Arcos da Lapa. Assista à batalha final aqui. O próximo round da Batalha do Real acontece no dia 13 de setembro, em Jacarepaguá, na Lona Cultural Jacó do Bandolim, quando mais um dos 16 rappers participantes se classifica para a final.

Xan é Gabriel Henrique de Carvalho, ouve rap desde pequeno e sempre teve um dom para a escrita, além de gosto pelo ritmo, o que tornou inevitável o seu envolvimento com a cultura hip-hop. O MC foi indicado pela Roda Cultural de Vila Isabel, da qual foi vencedor, além de ter partcipado e vencido nas rodas de Méier e na Batalha do Tanque, em São Gonçalo. Gabriel é fã de MV Bill, Racionais MCs, Marechal, Claudinho e Buchecha e O Rappa. “Comecei no rap porque não tinha forma de não me envolver com a cultura, acabei indo pelo lado da música, que foi no que me destaquei mais. Vencer a primeira batalha foi uma honra, sei que foi só uma batalha, que a guerra não acabou, mas estou muito realizado”, conta.

Em segundo lugar, com um prêmio de R$ 500, ficou o rapper Pelé, 19 anos, de São Gonçalo, nascido Mauricio Lourenço e morador de Trindade. Pelé conheceu o rap em 2008 e foi indicado pela Batalha do Tanque. Já venceu por lá e também na roda de Botafogo. Este primeiro round da Batalha do Real foi apresentado pelos MCs Marechal e Coé e contou com intensa participação do público, que escolheu os vencedores fazendo barulho e levantando as mãos.

"Muito importante ver a cena de todo o Rio de Janeiro reunida no Imperator! Essa geração da Batalha do Real honrou nossa história e fez uma das melhores batalhas de todos os tempos. Estar na Batalha do Real ontem foi uma máquina do tempo, mirando não só o nosso passado, mas também para o futuro, pois, com certeza, vamos ouvir falar muito dessa galera", analisa o criador da Batalha do Real, Aori Sauthon, diretor executivo da Brutal Crew, organizadora do evento, sobre a autenticidade de transportar um evento de rua para uma grande casa de shows clássica do Rio, o Imperator.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar