Imprimir

Edi Rock, dos Racionais, diz que rap evoluiu e deixou de lado a um pouco a "melancolia"

Escrito por Marcelo em . Postado em Entrevistas

Em entrevista dada a Uol o rapper afirma que o rap não estava morto, mas ele estava se reinventando para entrar em uma nova era.

"Vai buscar o seu lugar na selva de pedra", pede o coral, logo de cara, na faixa "Selva de Pedra", um funk pesado que abre o novo disco solo de Edi Rock lançado em junho, "Contra Nós Ninguém Será". Com o tempo aberto para o rap, o integrante do Racionais MCs está à busca de experimentações, com uma meta certa: fazer algo melhor do rap. "Torná-la música de gente grande. O rap é da cultura, da MPB. É da rua para o mundo", explica.

O disco levou seis anos para ser fermentado. Os versos continuam combatentes, com bases que mergulham no funk, no hip-hop e em outras sonoridades, uma lista imensa de parceiros (que vão de Marina de La Riva a Falcão, do O Rappa) e um clima otimista. O rapper, porém, rechaça qualquer mudança no seu estilo. Para ele, quem evoluiu mesmo foi o próprio gênero. "'O hip-hop está morto'. Lembra que falavam isso? Agora evoluiu, deixou de lado um pouco a melancolia. Começou a falar de outras coisas, tipo o amor".

Clique aqui e Confira a entrevista

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar