Imprimir

Fugindo do padrão trap/boombap, Nego Preto NP celebra batuque em faixa inédita

Escrito por Marcelo em . Postado em Alternativo

Fugindo do padrão trap/boombap, Nego Preto NP celebra batuque em faixa inédita

Natural de Petrópolis RJ, Nego Preto NP costuma misturar o RAP a diversos ritmos e gêneros musicais, principalmente da cultura preta. Dessa vez, nos trouxe um rap batucado com a música “Herança do Batuque”, uma forte celebração à cultura preta que resistiu com nossa ancestralidade e uma reafirmação da dívida histórica que nosso povo carrega.

A música nasceu de um beat do músico e produtor Felipe Pizzi, que teve a melodia reaproveitada em uma nova instrumental produzida pelo próprio NP, respeitando a composição original, agora reproduzida em um timbre de berimbau que acompanha o batuque e o 808. A faixa conta também com backing vocal de DLO, integrante do coletivo “Lá do B”, o qual NP também faz parte.

O produtor audiovisual Rafael Magalhães “Patrá” chegou somando na direção e filmagem do videoclipe, que foi inteiramente gravado em Petrópolis, cidade tida como “imperial”, e que, como de costume, supervaloriza a cultura e ponto de vista europeus e ofusca ou “gourmetiza” o lado africano.

Atrizes e atores pretos da cidade colaram nas filmagens, que contaram com coreografia e direção de figurino de Vinícius Feliciano, irmão gêmeo de NP. Algumas das vestimentas do clipe são de marcas independentes locais, como a Fridoquis, a Cherry Love e a Alcateia.

Durante a música, a frase “Salve o batuque, aho!” é repetida algumas vezes como uma saudação às nossas raízes, e já se tornou uma marca do músico, gritada pelo público em todos os shows que o som é cantado. “Uma celebração ao batuque, à cultura preta, à ancestralidade que nosso povo carrega através da arte. Nossa emancipação nunca foi e nunca será mérito de nossos inimigos. AHO!”

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar